Presidente da Associação Industrial de Angola afirma que programa “Angola Investe” é adequado aos empresários nacionais

20 February 2014

O programa “Angola Investe” é “excelente e adequado às características dos empresários nacionais”, afirmou o presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, que acrescentou dever ter o mesmo surgido a fim de resolver o problema das garantias de crédito.

Em declarações à agência noticiosa Angop, José Severino disse que o “Angola Investe” está a contribuir significativamente para a diversificação da economia nacional e a gerar muitos postos de trabalho, com incidência nos sectores das bebidas, agro-indústria e materiais de construção.

Acrescentou que os “frutos” seriam maiores se os empresários optassem maioritariamente por projectos de pequena ou de média dimensão, uma vez que os riscos, o compromisso com o banco e as exigências de garantia são menores, além de haver mais facilidade na gestão, quer da empresa/negócio, quer dos valores disponibilizados pelo banco.

O governo de Angola criou o Programa Angola Investe em meados de 2012 para apoiar micro, pequenas e médias empresas em investimentos em sectores de actividade produtiva.

Dados do Ministério da Economia indicam que até final de Agosto do ano passado o programa Angola Investe desembolsou créditos de 6 mil milhões de kwanzas para 44 projectos que vão criar 1415 empregos, sendo objectivo do governo chegar a 2015 com créditos de 150 mil milhões de kwanzas e 300 mil empregos criados. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH