Recenseamento da população em Angola custa 200 milhões de dólares

20 February 2014

O Recenseamento Geral da População e da Habitação, que se realiza em Angola de 16 a 31 de Maio, vai custar cerca de 200 milhões de dólares, revelou em Luanda o director do Instituto Nacional de Estatística (INE), Camilo Ceita.

O director do INE, que falava sobre o processo de preparação do Censo, afirmou que aquele valor pode vir a sofrer algumas variações, mas adiantou que o governo já criou as condições necessárias para que o processo decorra sem sobressaltos.

O também coordenador do Gabinete Central do Censo indicou que a comissão interministerial coordenada pelo ministro de Estado e chefe da Casa Civil, Edeltrudes Costa, criou um subgrupo que está a tratar das telecomunicações, que inclui as redes de telefonia móvel da Unitel, Movicel, Angola Telecom, Instituto de Telecomunicações Administrativas (Inatel) e Instituto de Telecomunicações.

Camilo Ceita garantiu que o governo está a envolver o sector privado no processo de preparação do Censo nos domínios das telecomunicações, logística e formação. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH