Angola tem um défice de cereais de 3 milhões de toneladas

25 February 2014

O défice de cereais em Angola está estimado em 3 milhões de toneladas sendo a produção actual de 1,5 milhões de toneladas, revelou terça-feira em Luanda o director-geral do Instituto Nacional de Cereais (Incer), Benjamim Castello.

Em declarações à agência noticiosa Angop, aquele responsável disse que a actual produção não chega a 40% das necessidades de consumo, percentagem que poderá chegar a 90% dentro de três anos, se se considerar os números relativos a cereais inscritos no Plano Nacional de Desenvolvimento 2013-2017.

“De acordo com aquele plano, Angola deverá estar a produzir 3,52 milhões de toneladas de cereais em 2017”, disse ainda Benjamim Castello.

O director-geral do Incer salientou que mesmo importando a quantidade em falta, três milhões de toneladas, Angola não ficará suficientemente abastecida, considerando os constrangimentos inerentes ao processo de importação e distribuição do produto.

“Se quisermos ser auto-suficientes na produção de ovos e de carnes, temos de investir na produção de cereais, pois a alimentação de aves e gados é 80% composta por cereais”, salientou Benjamim Castello, que disse ser necessário encarar a agricultura como uma questão de segurança nacional. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH