África do Sul, China e Portugal lideram novos investimentos em Moçambique em 2013

2 March 2014

A África do Sul, China e Portugal foram os países cujas empresas mais novos investimentos efectuaram em Moçambique em 2013, de acordo com dados do Centro de Promoção de Investimentos (CPI), que aprovou 418 projectos com financiamento estrangeiro no valor de 1363 milhões de dólares.

Da lista de novos projectos aprovados pela organização estatal moçambicana constam 41 países, liderando a África do Sul, com 364 milhões de dólares, seguida da China, com 229 milhões de dólares e de Portugal (171 milhões).

A Suíça (148 milhões de dólares), Alemanha (140 milhões) Emirados Árabes Unidos (53 milhões), Uganda (37 milhões), Ilhas Maurícias (29 milhões), Itália (27 milhões) e o Reino Unido (25 milhões de dólares) compõem a lista dos 10 maiores investidores no país.

Do espaço da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) e excluindo Portugal, apenas Angola (1,6 milhões de dólares) e o Brasil (1,4 milhões de dólares) desenvolveram novos empreendimentos em Moçambique através do CPI.

Em 2013, o investimento total aprovado pelo CPI cifrou-se em 4224 milhões de dólares relativos a 515 projectos, sendo 569,7 milhões de dólares respeitantes a investimento nacional e 2290,9 milhões de dólares a suprimentos e empréstimos.

Globalmente, o sector da Indústria, com 1613 milhões de dólares, foi o que maior interesse gerou junto dos investidores, seguido da Agricultura e Agro-indústria (878 milhões), Transportes e Comunicações (590 milhões), Serviços (491 milhões), Turismo e Hotelaria (370 milhões), Construção e Obras Públicas (277 milhões) e Agricultura e Pescas (três milhões de dólares).

Os projectos anunciados têm um potencial de criação de 35,6 mil postos de trabalho, representando os sectores da Agricultura e Agro-indústria (9,4 mil), da Indústria (7,5 mil) e de Turismo e Hotelaria (2,8 mil) os três principais empregadores. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH