Empresas da Índia investiram 123 milhões de dólares em Moçambique

11 March 2014

O Centro de Promoção de Investimento (CPI) de Moçambique aprovou, nos últimos cinco anos, 61 projectos de investimento directo indiano, cujo valor superou 123 milhões de dólares, afirmou em Nova Deli o director-adjunto do CPI, Godinho Alves.

Em declarações ao matutino Notícias, de Maputo, Godinho Alves adiantou que o número de projectos e o respectivo valor coloca a Índia entre os dez principais investidores em Moçambique, atrás de Portugal, África do Sul e Noruega.

À margem do 10º encontro de cooperação África-Índia, aquele responsável disse ainda que boa parte do investimento efectuado por empresas indianas em Moçambique vai para os sectores de indústria e agro-indústria, transportes e comunicações, bem como comércio e serviços.

Entre as 61 iniciativas autorizadas nos últimos cinco anos, Godinho Alves destacou algumas como a GEZ – Grown Energy Zambeze, cujo objecto é o cultivo de cana-de-açúcar e de mapira doce para a produção industrial de bio-etanol, com comparticipação privada de quase 63 milhões de dólares e o projecto Morse Communications Mozambique, na cidade de Maputo, com um investimento directo estrangeiro de 3,8 milhões de dólares.

De acordo com o jornal, outras iniciativas poderão sair deste encontro, atendendo ao interesse dos empresários indianos em acompanhar os financiamentos públicos que são concedidos a Moçambique através do Banco de Exportações e Importações da Índia, actualmente com 12 linhas de crédito activas em Moçambique no valor conjunto de 640 milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH