Agricultores de Moçambique com acesso a linha de crédito dos Estados Unidos

13 March 2014

Os agricultores de Moçambique vão ter acesso a uma linha de crédito de 5,3 milhões de dólares ao abrigo do Finagro, um programa a três anos financiado pelos governos dos Estados Unidos para investimentos no sector, noticiou a imprensa moçambicana.

Os gestores do programa esperam que com este programa e respectiva linha de crédito seja possível aumentar a competitividade do sector privado de Moçambique em algumas culturas de rendimento e cadeias de valor alimentar.

O foco será em frutos tropicais (mangas, bananas e ananás), leguminosas (feijão vulgar, feijão nhemba e feijão “boer”), oleaginosas (amendoim, soja e gergelim), castanha de caju e outras culturas como milho, arroz, batatas e mandioca.

O FinAgro irá financiar projectos que promovam parcerias entre agricultores comerciais, pequenos agricultores e novos agricultores, aumentem o acesso factores de produção e equipamentos em áreas específicas, incentivem a candidatura de empreendedores do sexo feminino, gerem novos empregos e aumentem o valor e o volume das exportações.

O financiamento é fornecido pela Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e a TechnoServe, uma organização não-governamental norte-americana que actua em Moçambique desde 1998, vai executar o programa com o apoio da Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH