São Tomé e Príncipe anunciará em breve posição sobre prospecção petrolífera em Timor-Leste

18 March 2014

O governo de São Tomé e Príncipe deverá responder em breve à proposta apresentada pelo congénere de Timor-Leste para a constituição de um consórcio de língua portuguesa para a prospecção de petróleo em terra no seu território, informou a imprensa são-tomense.

A Timor Gap, a empresa petrolífera de Timor-Leste, anunciou recentemente estar a estabelecer contactos com os membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) a fim de “mobilizar os Estados-membros para a prospecção petrolífera na zona terrestre de Timor-Leste”, principalmente na costa sul.

Na ocasião, o presidente da Timor Gap, Francisco Monteiro, disse ter já estado em Portugal, em 2013, a falar com o grupo petrolífero Galp Energia e com autoridades portuguesas e que em Fevereiro passado falou com Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Em relação ao Brasil, Cabo Verde e Angola, o presidente da Timor Gap disse que Cabo Verde “já manifestou vontade” e que aguarda resposta de Angola, tendo o Brasil, através da Petrobras, respondido “não estar em condições de participar no consórcio.”

Sugerido pelo primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, este consórcio pretende impulsionar a integração económica entre os países da CPLP, cuja presidência rotativa vai ser assumida por Timor-Leste durante a cimeira da organização que vai decorrer em Dili. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH