Construtora portuguesa ganha obras em Angola no valor de 378 milhões de euros

20 March 2014

A Somague vai construir dois novos edifícios para a Assembleia Nacional de Angola e dois parques de combustível para a Sonangol e terminar um complexo e um centro comercial em Luanda, ao abrigo de novos contractos de adjudicação, informou o grupo espanhol Sacyr.

Em comunicado, o grupo espanhol, que controla aquela empresa portuguesa de construção civil, informou que estas novas obras têm um valor conjunto de 378 milhões de euros, mais do dobro da actual carteira de encomendas do grupo em Angola que ascende a 172 milhões de euros.

Nos termos do comunicado, informa-se que o grupo ganhou as adjudicações para construir dois novos edifícios para a Assembleia Nacional de Angola, 98 milhões de euros, para acabar um complexo urbanístico em Luanda, 158,2 milhões de euros e para construir dois novos parques de combustível para a Sonangol, custando um 55,9 milhões de euros e o segundo 66,4 milhões de euros.

“Com estas novas adjudicações, a Sacyr reforça a sua presença em Angola, onde dispõe de uma carteira de encomendas de 550 milhões de euros”, indica a Sacyr no documento publicado quinta-feira, 20 de Março.

O grupo espanhol realçou que 81% da sua carteira de encomendas está situada fora de Espanha, estando presente, através da unidade portuguesa Somague, em Angola, Cabo Verde, Moçambique e Togo. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH