Associação publica livros do Delta do Rio das Pérolas a pensar nos países de língua portuguesa

24 March 2014

A Associação de Macau de Investigação do Delta do Rio das Pérolas lança em Maio próximo um livro sobre o desenvolvimento actual da Zona Económica Especial de Zhuhai, limítrofe a Macau, de acordo com um comunicado hoje divulgado em Macau.

O próximo livro, à semelhança dos já publicados, tem como autores o economista Thomas Chan, responsável do “China Business Centre” da Universidade Politécnica de Hong Kong e a jornalista Louise do Rosário.

O livro sobre Zhuhai é o quinto de uma colecção sobre o Delta do Rio das Pérolas e as suas cidades lançada pela associação em 2012/2013 com o apoio da Fundação Macau, Instituto Internacional de Macau e Agência de Informação Macaulink.

Ao longos dos últimos dois anos foram publicados quatro livros em língua portuguesa sobre a região: A história notável do Delta do Rio das Pérolas, Cantão: O renascer de uma metrópole, Shenzhen: Uma cidade para todas as estações e Dongguan: uma nova fase de crescimento.

Nos próximos dois anos a associação prevê publicar mais quatro livros, abordando a realidade económica em Foshan, Zhongshan, Jiangmen e Zhaoqing, além do sobre Zhuhai.

A Associação de Macau de Investigação do Delta do Rio das Pérolas, criada em 2010, pretende dar a conhecer a actual conjuntura económica no delta nas suas diversas vertentes, com o objectivo de fomentar investimentos e parcerias entre empresários dos países de língua portuguesa e homens de negócios do Delta do Rio das Pérolas.

“O desenvolvimento do Delta do Rio das Pérolas é tão rápido que se não acompanharmos as políticas e as estratégias da China em permanência somos completamente ultrapassados com o perigo de estarmos a preparar estratégias para um cenário que já não é o mesmo”, disse o presidente da associação Gonçalo César de Sá.

O mesmo responsável disse ainda que estas publicações são um importante instrumento de conhecimento do delta para potenciais investidores portugueses, nomeadamente nas áreas das pequenas e médias empresas.

“Cada vez mais se nota o interesse dos pequenos empresários chineses pelos países de língua portuguesa. O delta do Rio das Pérolas é um campo fértil na procura de parcerias para actuar tanto em África como no sul da China”, disse.

O Delta do Rio das Pérolas tem uma área de 44 mil quilómetros quadrados e uma população de 56 milhões de pessoas distribuídas pelas suas principais cidades: Cantão, Shenzhen, Zhuhai, Zongshan, Jiangmen, Foshan, Dongguan, Zhaoqing e Huizhou.

A Região Administrativa Especial de Macau está localizada na foz do Delta do Rio das Pérolas. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH