Accionistas da Portugal Telecom aprovam aumento de capital para fusão com a brasileira Oi

27 March 2014

Os accionistas da Portugal Telecom (PT) aprovaram quinta-feira o aumento de capital necessário à fusão com a brasileira Oi, operação que já tinha sido aprovada, também por maioria, pelos accionistas da empresa brasileira, noticiou a imprensa portuguesa.

As duas empresas dão assim um passo decisivo em direcção à fusão, cujo desfecho estava previsto para o final do primeiro semestre, mas que entretanto resvalou para o terceiro trimestre.

Quando a incorporação e a fusão estiverem concretizadas, a Corpco, dona de 100% do capital da Oi (já com activos PT), será detida em 37,4% pelos antigos accionistas da PT, em 3,9% pelos antigos sócios da Tpart (controladores da Oi), 47,8% corresponderão a capita disperso em bolsa e 10,9% serão detidos pelo FIA (um fundo de investimento gerido pelo grupo financeiro brasileiro BTG Pactual e pelos actuais accionistas da TPart).

No final, o novo grupo deverá ter cerca de 77,5% das suas receitas geradas no Brasil, 20% em Portugal e 2,5% em África, com o grosso do negócio a repartir-se pelos segmentos empresarial, grossista e residencial.

Para que tudo isto aconteça é necessário que, além da incorporação dos activos da PT na Oi, avaliados pelo Santander Brasil em cerca de 5700 milhões de reais (cerca de 1784 milhões de euros ao câmbio actual), se concretize a componente do aumento de capital em dinheiro, cerca de 8000 milhões de reais (aproximadamente 2500 milhões de euros). (macauhub)

MACAUHUB FRENCH