Produção de petróleo e gás na zona entre São Tomé e Príncipe e Nigéria poderá iniciar-se dentro de 18 meses

31 March 2014

A Zona de Desenvolvimento Conjunta entre São Tomé e Príncipe e Nigéria (JDA) poderá iniciar a produção de petróleo e gás dentro de 18 meses, anunciou sexta-feira a autoridade conjunta num comunicado divulgado em São Tomé.

Nos termos do comunicado citado pela agência noticiosa Lusa, a decisão foi tomada na 22.ª reunião do conselho ministerial conjunto realizada a 11 e 12 deste mês na capital nigeriana, Abuja, onde está situada a sede.

“Foram tomadas decisões importante tais como a aprovação da nova tecnologia para pesquisa e produção de petróleo e gás no bloco 1 que permitirão o início da produção num período de 18 meses”, pode ler-se no comunicado assinado pelo presidente Arzemiro dos Prazeres e pelos directores executivos Luís Prazeres e Kashim Tumsah.

A JDA aprovou igualmente a revisão do quadro jurídico-legal da zona conjunta “para atrair novos investidores e relançar as operações na zona” e fixou para Maio próximo a realização na capital são-tomense de uma reunião internacional sobre recursos de pesca e segurança na zona.

O comunicado diz ainda que não se pode considerar a zona de desenvolvimento conjunta “um projecto falhado, pelo facto de, passados 12 anos, não se ter atingido ainda os objectivos preconizados no início do projecto de pesquisa e produção de petróleo em benefício dos dois países.” (macauhub)

MACAUHUB FRENCH