ENI contracta banco para vender parcela em bloco petrolífero em Moçambique

1 April 2014

O grupo petrolífero italiano ENI contratou o Banco da América Merrill Lynch para proceder à venda de uma parcela de 15% no bloco Área 4 da bacia do Rovuma, norte de Moçambique, informou a agência financeira Reuters, citando fontes próximas do processo.

O grupo pretende encontrar parceiros para partilharem o elevado investimento necessário para processar os depósitos de gás natural existentes naquele bloco, tendo já vendido uma parcela de 20% dos 70% que detinha ao grupo China National Petroleum Corporation pela soma de 4,2 mil milhões de dólares.

O grupo pretende investir 78,11 mil milhões de dólares entre 2013 e 2016 na exploração e produção de petróleo e de gás natural, incluindo Moçambique, onde funciona como operador do referido bloco.

Fontes citadas pela agência indicaram que o grupo China National Offshore Oil Corporation poderá ser um dos compradores, atendendo a que pretende entrar no negócio de extracção de gás natural, além do que o gás a ser liquefeito em Moçambique deverá ter como destino compradores da Ásia.

O bloco Área 4, entregue em concessão em Fevereiro de 2007, tinha originalmente como parceiros os grupos ENI (70%), português Galp Energia e sul-coreano Korea Gas e a estatal moçambicana Empresa Nacional de Hidrocarbonetos, todos com 10% cada. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH