Fundo Soberano de Angola quer investir no mercado de capitais de Hong Kong

29 April 2014

O Fundo Soberano de Angola pretende aplicar parte das verbas disponíveis no mercado de capitais de Hong Kong e anda à procura de parceiros chineses para investimentos conjuntos em África, afirmou recentemente o seu presidente, José Filomeno dos Santos.

“Hong Kong tem a vantagem de, além de ser uma ponte para o continente chinês, permitir a repatriação de lucros e uma maior flexibilidade no movimento de capitais, o que é importante para qualquer investidor estrangeiro”, disse dos Santos ao matutino South China Morning Post.

O presidente do Fundo adiantou que os investimentos em Hong Kong seriam centrados em obrigações emitidas pelas empresas estatais da China e em instrumentos monetários.

Durante a sua recente visita a Hong Kong, o presidente do Fundo manteve contactos com a InvestHK, a agência de investimento da região administrativa chinesa.

Parte dos 5 mil milhões de dólares com que o fundo foi dotado inicialmente destina-se a ser aplicado em diversos projectos na África a sul do Saara, acrescentou dos Santos, que adiantou estar à procura de interessados na realização conjunta desses investimentos.

Oficialmente estabelecido em 2012, o Fundo Soberano de Angola, com sede em Luanda, gere actualmente uma carteira significativa de investimentos, que a prazo será distribuída por várias indústrias e classes de activos, incluindo acções públicas e privadas,  obrigações, divisas, derivados financeiros, produtos base, títulos do tesouro e fundos imobiliários e de investimento. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH