Sociedade Mineira de Catoca quer descobrir novos depósitos de diamantes em Angola

30 April 2014

A Sociedade Mineira de Catoca (SMC) pretende descobrir este ano novos depósitos de diamantes em Angola a fim de aumentar a produção e as receitas da empresa, disse terça-feira em Saurimo (província da Lunda Sul), o director-geral da empresa.

À margem das festividades alusivas ao Dia do Mineiro, assinalado a 27 de Abril, Ganga Júnior disse à agência noticiosa Angop que existem actualmente em Angola mais de sete concessões para a prospecção de diamantes, sendo de realçar as localizadas nas províncias de Lunda Norte e Sul, Malanje e Cuanza Sul.

Até 2020, a SMC pretende aumentar as receitas dos actuais 600 milhões de dólares para cerca de 1,5 mil milhões de dólares, com a entrada em funcionamento das minas de Txiuzo, Luaxi, Luangue e Ngango, localizadas nas províncias da Lunda Sul, Lunda Norte e Cuanza Sul.

Catoca é o quarto maior quimberlito do mundo a céu aberto, proporcionando uma produção de 8,3 milhões de quilates, sendo a Sociedade Mineira uma parceria entre a estatal Empresa Nacional de Diamantes de Angola e os grupos russo Alrosa e brasileiro Odebrecht. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH