Prospecção petrolífera poderá ser retomada na bacia do Zambeze, em Moçambique

9 May 2014

A prospecção petrolífera no delta do rio Zambeze, mais concretamente nas regiões de Micaúne e Luabo, no distrito do Chinde e Marromeu, província de Sofala, poderá ser retomada a partir de 2015, disse o administrador da Empresa Nacional de Hidrocarbonetos (ENH), Tavares Martinho.

Iniciada na década de 70 do século XX pela empresa americana Gulf Oil, a prospecção petrolífera em Micaúne foi abandonada por não ter sido detectada a ocorrência daquele hidrocarboneto, pelo menos em quantidades comerciais.

Tavares Martinho disse ainda ao matutino Notícias, de Maputo, que nessa altura foi efectuado um furo na região de Munguaia, em Matotombo, que não deu qualquer resultado pelo que a Gulf Oil abandonou o projecto.

“Neste momento há empresas interessadas em regressar àquela região, dado haver indicações de que possa mesmo haver petróleo em quantidade comercial”, disse o administrador da ENH, que salientou serem os principais entraves ao início da actividade a ausência de vias de acesso e a ocorrência de vários rios sem ponte.

O administrador da ENH fazia parte de uma delegação moçambicana que se deslocou a Nigéria a convite da empresa Orlean Invest, no decurso da qual visitou diversos empreendimentos ligados à logística de petróleo e gás.

A Orlean Invest faz parte do consórcio ENHILS, em parceria com a ENH Logistics, da estatal Empresa Nacional de Hidrocarbonetos, a quem foi adjudicada a construção do novo porto da cidade de Pemba, capital da província de Cabo Delgado, norte de Moçambique. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH