Privatizações dos transportes em Portugal na mira de investidores da China

13 May 2014

Empresas da China são interessados potenciais nas operações de privatização das concessões de transportes de Lisboa e Porto e na Empresa Geral de Fomento (EGF), que se iniciarão em Maio, afirmou em Xangai o ministro português da Economia.

O interesse das empresas chinesas, disse António Pires de Lima, constitui uma razão acrescida para nesta deslocação “se dar informação mais pormenorizada aos potenciais investidores de todos os projectos que possa haver em comum.”

Neste contexto, o ministro referiu a comissão mista luso-chinesa, que se realizará em Pequim com a presença de Paulo Portas.

“Portugal está sobretudo interessado em vender produtos aos chineses, tais como automóveis, minérios, mármores, pasta de papel, bem como calçado, vestuário e imobiliário”, precisou o ministro.

Para Pires de Lima, trata-se de uma “viagem de enorme potencial”, o que é testemunhado pelo facto de cerca de 100 empresários se terem deslocado nesta visita presidencial, muitos dos quais concretizarão ou explorarão possibilidades de negócio.

Portugal exportou em 2013 para a China 650 milhões de euros, tendo as exportações crescido nos dois primeiros meses deste ano 45%, o que – afirmou – representa uma “pequena gota” do que aquele país pode valer para Portugal.

Nesta visita à China integrado na comitiva que acompanha o Presidente da República, Cavaco Silva, nesta sua visita à China, o ministro da Economia referiu o interesse de Portugal em fortalecer ainda mais as relações económicas e comerciais com a China, tanto pela via das exportações como do investimento, nomeadamente vistos dourados e privatizações. (macauhub/CN/PT)

MACAUHUB FRENCH