Futura sede do Instituto Geológico de Angola ficará em Kilamba Kilaxi

15 May 2014

A futura sede do Instituto Geológico de Angola vai começar em breve a ser erguida em Kilamba Kiaxi, o novo bairro da capital angolana construído pela empresa chinesa CITIC Construction, disse terça-feira em Luanda o director técnico do instituto.

Ao fazer a apresentação técnica do Plano Nacional de Geologia (Planageo), na cerimónia de inauguração do seu voo inaugural, Seca Cassange disse ainda que a construção do referido edifício na zona sul da capital, igualmente a cargo de uma empresa chinesa,  insere-se no âmbito do referido plano, a ser executado durante cinco anos – de 2013 a 2017.

Com o início das pesquisas para preencher as lacunas de informação geológica e mineira de Angola e a produção da futura carta mineralógica nacional, disse, serão ainda construídas outras duas representações regionais do instituto equipadas com laboratórios, nomeadamente nas províncias da Huíla e na cidade de Saurimo, Lunda Sul.

São operadores do referido plano quatro empresas internacionais eleitas num concurso público internacional – CITIC Constrution (China), Impulso (Brasil), Costa Negócios (Portugal) e Satec (Espanha) – estando o custo do mesmo estimado em 413 milhões de dólares, segundo revelou o titular da pasta, Francisco Queirós, de acordo com a agência noticiosa Angop.

Para a execução do Planageo, o território de Angola foi dividido em três áreas, Noroeste, Sudeste e Sul e Leste e Nordeste e subdividido em 22 blocos, no sentido de facilitar o trabalho de recolha dos dados e informações das rochas e minerais iniciadas na área Noroeste.

A actual sede do Instituto Geológico de Angola funciona em Luanda, sendo o seu director o engenheiro Makenda Ambroise, quadro superior do Ministério da Geologia e Minas. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH