Governador do Banco de Moçambique convida empresas de Itália a investirem no país

21 May 2014

O governador do Banco de Moçambique, Ernesto Gove, convidou as instituições financeiras de Itália a estabelecerem subsidiárias no país, ao falar para os membros de uma delegação daquele país que se encontra a visitar Moçambique.

A delegação é liderada pelo vice-ministro italiano para o Desenvolvimento Económico, Carlo Calenda e integra para além de representantes da Associação Bancária Italiana, dirigentes de quatro grandes bancos italianos, nomeadamente Unicredit, Banca Intesa, UBI e Banca Popolare di Vicenza.

Citado pelo matutino Notícias, de Maputo, Ernesto Gove disse que Moçambique pretende que a relação com Itália não se limite a declarações de intenções ou à abertura de linhas de crédito para projectos diversos em Moçambique mas que considere a possibilidade de abrir subsidiárias de bancos com accionistas italianos e moçambicanos.

Por seu turno, Carlo Calenda afirmou que a presente missão “não nasce do nada”, tendo surgido da ideia de que Moçambique é um país prioritário para investimentos e cooperação nos próximos tempos.

Carlo Calenda, acompanhado por empresários e representantes de associações económicas e confederações de Itália, manteve já um encontro com o ministro da Indústria e Comércio de Moçambique, Armando Inroga. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH