Ministro dos Petróleos de Angola reforça objectivos para o sector

26 May 2014

A construção da refinaria do Lobito e o alcance da meta de 2 milhões de barris de petróleo por dia são dois dos objectivos definidos pelo governo de Angola para o sector petrolífero até 2017, de acordo com o ministro dos Petróleos.

Os objectivos constam do programa do executivo para o sector no período legislativo 2013/2017 e a sua concretização foi reforçada pelo ministro da tutela, Botelho de Vasconcelos, durante o X conselho consultivo alargado do Ministério dos Petróleos, que terminou sexta-feira, na cidade de Lobito.

A produção de 2 milhões de barris de petróleo por dia em 2015, face aos cerca de 1,7 milhões previstos para este ano, continua a ser a grande prioridade, apesar de alguns analistas internacionais alertarem para a dificuldade que Angola terá em cumprir essa meta.

Já a construção da refinaria de Lobito, no litoral centro do país, deverá ficar concluída até 2018, numa área de 3805 hectares, permitindo processar diariamente cerca de 200 mil barris de petróleo, criando 10 mil postos de trabalho directos e indirectos.

O incremento da “angolanização” do sector petrolífero do país é igualmente uma prioridade apontada pelo executivo, com o ministro Botelho de Vasconcelos, citado pelo Jornal de Angola, a destacar o reconhecimento, que já acontece, de empresas nacionais nos diferentes segmentos bem como a colocação de quadros nacionais em cargos de topo, em todas os operadores da indústria petrolífera angolana.

De acordo com informação do ministro dos Petróleos, no mercado angolano há 118 empresas estrangeiras com contratos de operador e prestador de serviços e 422 nacionais com registo de prestação de serviços e fornecedoras de bens. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH