Porto da Beira, Moçambique, com novo terminal de adubos em breve

26 May 2014

As obras de construção de um novo terminal de adubos no porto da Beira, província de Sofala, com capacidade para processar, diariamente, entre seis mil a oito mil toneladas, iniciam-se em breve, informou um director da Cornelder de Moçambique.

Félix Machado, director do departamento de Marketing e Vendas da sociedade gestora do porto da Beira, disse ao jornal Notícias, de Maputo, que o empreitada foi já adjudicada, devendo-se o atraso no início das obras ao estudo de solos ainda em curso, na sequência da entrada em terra da água do mar.

Com um custo estimado em 35 milhões de dólares, o novo terminal vai procurar dar resposta ao aumento da movimentação de adubos que se tem registado naquele porto, que actualmente dispõe apenas de um armazém com capacidade para duas mil toneladas.

Se em 1998 o porto da Beira processava anualmente até 50 mil toneladas de adubos, actualmente chega a atingir 600 mil toneladas, estimando-se que a região de África que o porto serve – Zâmbia, Zimbabwe, Malawi e RD Congo – venham a precisar de 1,2 milhões a 1,5 milhões de toneladas por ano.

Por outro lado, Félix Machado informou que relativamente ao tabaco o porto da Beira passou nos últimos cinco anos a processar 80% da carga exportada pelo Malawi, o principal utilizador, situação inversa à anterior em que o porto de Durban fazia 80% da carga e o da Beira apenas 20%.

A Cornelder de Moçambique é uma parceria entre a estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique e a Cornelder Holdings, com sede em Roterdão, Países Baixos, que opera os terminais de contentores e de carga geral do porto da Beira desde Outubro de 1998. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH