Governo de Moçambique pretende ter Lei dos Petróleos aprovada até Outubro

6 June 2014

O governo de Moçambique pretende aprovar antes das eleições presidenciais de Outubro a lei que vai passar a regular a exploração dos recursos naturais, em especial o petróleo, disse em Lisboa o ministro da Planificação e Desenvolvimento, Aiuba Cuereneia.

À margem de um encontro que decorreu esta semana na capital portuguesa, o ministro salientou que a Lei de Minas já está aprovada e acrescentou que a Lei dos Petróleos é essencial “não por que venha preencher um vazio, que não existe, mas sim por que introduz um quadro regulador, de que os investidores estão à espera.”

Aiuba Cuereneia salientou que o governo está a “fazer tudo para que a Lei dos Petróleos seja aprovada antes das presidenciais e antes da entrada em funções do próximo governo.”

A produção de gás em Moçambique pode chegar a 630 mil barris equivalentes de petróleo por dia dentro de dez anos se os constrangimentos a nível de infra-estruturas forem resolvidos, afirmou recentemente um analista da consultora Wood Mackenzie.

De acordo com as informações veiculadas pelos operadores e pelos meios de comunicação social, o desenvolvimento do projecto de liquidificação de gás natural pode exigir um investimento inicial de 18 mil milhões de dólares. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH