Fomento da aquacultura é prioridade para Angola

11 June 2014

O governo de Angola considera o desenvolvimento da aquacultura uma das prioridades do seu programa, afirmou segunda-feira em Roma a ministra das Pescas Victoria de Barros Neto.

Ao falar na 31ª Sessão do Comité das Pescas da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, que decorre em Roma de 9 a 13 de Junho, a ministra observou que a aquacultura é considerada uma actividade económica viável e rentável de forma a produzir benefícios socioeconómicos e contribuir para a segurança alimentar, especialmente nas áreas rurais e costeiras.

Segundo Victoria de Barros Neto, os produtos da pesca, de capturas actualmente excedendo 300 000 toneladas/ano e com potencial para atingir valores muito superiores, são principalmente comercializados no mercado interno que absorve cerca de 85% da produção, sendo o consumo “per capita” de 19 quilogramas por ano.

A ministra aproveitou a ocasião para convidar os países presentes para participarem na primeira Feira Internacional das Pescas e da Aquicultura de Angola, que terá lugar em Luanda, de 27 a 30 de Novembro de 2014. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH