Campanha de comercialização de algodão em Moçambique antecipada em 30 dias

17 June 2014

O período oficial de comercialização do algodão-caroço em Moçambique iniciou-se na semana passada devendo a produção atingir na presente campanha 110 mil toneladas, um acréscimo de 25 mil toneladas relativamente à anterior, informou o matutino Notícias, de Maputo.

O jornal acrescentou que o período de comercialização foi este ano antecipado em 30 dias a fim de procurar beneficiar dos preços que estão a ser actualmente praticados nos mercados internacionais.

Norberto Mahalambe, director do Instituto de Algodão de Moçambique (IAM), disse que a partir de Agosto os preços internacionais do algodão começam a cair devido à difusão das estimativas sobre a previsão da produção no hemisfério norte, pelo que “se conseguirmos colocar o algodão antes de Agosto será possível aproveitar os altos preços que vigoram antes dessa data.”

Para este ano, o governo de Moçambique fixou o preço mínimo de comercialização do algodão caroço em 11,75 meticais o quilograma de primeira e 8,70 meticais o quilograma de algodão de segunda.

A fixação desta tabela seguiu-se a um acordo havido entre os produtores e as empresas que efectuam o fomento da produção de algodão em Moçambique, casos da Olam Mozambique e do grupo João Ferreira dos Santos (JFS). (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH