Standard & Poor’s mantém notação de risco de Cabo Verde em “B”

18 June 2014

A agência Standard & Poor’s manteve a notação de risco de Cabo Verde em “B” com uma perspectiva estável, informou a agência, que antecipa um crescimento mais acelerado da economia do arquipélago para o período 2014/2017.

A previsão de maior crescimento económico deriva de um melhor desempenho de sectores como a agricultura e pescas, bem como uma recuperação gradual da economia da zona euro.

As receitas do turismo nas ilhas do Sal e Boavista deverão continuar a crescer e a aposta do governo na infra-estruturação e modernização dos dois principais aeroportos, que permitirão elevar o tráfego de passageiros, bem como o investimento público em água e energia, deverão continuar a sustentar as perspectivas económicas, reforçadas pela melhoria na procura interna e desempenho do turismo.

A Standard & Poor’s prevê, também, que o governo continuará a consolidar e finalizar os projectos do sector público e que, apesar do aumento das receitas fiscais em 2013, o défice fiscal provavelmente vai contrair-se gradualmente de 8,5% em 2013 para o patamar médio de 6,2% do PIB no período 2014-2017.

O relatório salienta igualmente que a acumulação da dívida de Cabo Verde desde 2009 está directamente ligada aos elevados projectos públicos de infra-estruturas, devendo a mesma atingir em termos líquidos um pico de 100% do PIB em 2016, iniciando-se a partir daí uma redução gradual. (macauhub/CV)

MACAUHUB FRENCH