Banco português BCP aumenta capital para amortizar apoio do Estado

26 June 2014

O Banco Comercial Português (BCP), instituição financeira cujo maior accionista é o grupo angolano Sonangol, com 19,44%, vai efectuar um aumento de capital social de 2250 milhões de euros através de uma oferta pública de subscrição, informou a instituição.

No comunicado divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o BCP informa que no âmbito desta operação reservada a actuais accionistas e a investidores que adquiram direitos de subscrição da oferta irão ser emitidos mais de 34,4 mil milhões de novas acções ordinárias tendo o preço de subscrição sido fixado em 0,065 euros.

A receita desta operação será consignada “ao reembolso dos Instrumentos de Capital Híbrido [CoCo’s ou títulos de capital contingente] subscritos pelo Estado no montante de 1850 milhões de euros, deixando 750 milhões de euros por reembolsar”, algo que o BCP “tenciona fazer até ao início de 2016.”

O reembolso deverá permitir “poupanças significativas com juros pagos e ter ainda um impacto positivo na capacidade interna de geração de capitais e na melhoria da estrutura e rácios de capital do banco”, pode ler-se no comunicado.

O Deutsche Bank e o J.P. Morgan vão coordenar a operação, na qual também participarão o Goldman Sachs International, UBS Investment Bank, Credit Suisse, Mediobanca, BBVA, Banco Santander, Nomura e a Société Générale Corporate & Investment Banking. (macauhub/AO/PT)

MACAUHUB FRENCH