Angola deverá produzir 10 milhões de quilates de diamantes em 2014

27 June 2014

A produção de diamantes em Angola deverá crescer 25% e ultrapassar este ano 10 milhões de quilates com a entrada em funcionamento de duas novas explorações, afirmou em Londres o ministro da Geologia e Minas angolano.

“Este ano temos uma meta ambiciosa de 9,5 milhões de meio de quilates [na produção] industrial e 550 mil quilates [na produção] artesanal, o que quer dizer que temos de produzir 10 milhões de quilates”, disse à agência noticiosa Lusa Francisco Queiroz, à margem da conferência “Mineração no Topo: África”, que teve lugar de 24 a 26 de Junho corrente na capital britânica.

Segundo o ministro, no ano passado a produção de diamantes angolana foi ligeiramente superior a oito milhões de quilates.

Francisco Queiroz disse estar confiante em atingir o objectivo para 2014, minimizando a informação do boletim do Ministério da Geologia e Minas de uma quebra de 24% na produção em Maio, de 785 mil quilates em Abril para 600 mil quilates em Maio.

“Em Abril houve necessidade de fazer manutenção na principal mina produtora de diamantes, que é a Catoca. Essa paralisação nos dois moinhos que fazem a escolha dos diamantes provocou naturalmente uma redução na produção que já foi retomada”, justificou.

A mina da Catoca, referiu, representa cerca de 85 a 87% da produção de diamantes em Angola.

Francisco Queiroz adiantou que os dados mais recentes apontam que a produção industrial já atingiu cerca de um terço da meta anual e que a produção artesanal está perto dos 60%, sugerindo que a meta anual poderá ser ultrapassada. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH