Actividade seguradora com penetração muito baixa em Angola

27 June 2014

A taxa de penetração de seguros em Angola é de 1%, o que dá ao sector “larga margem de crescimento”, reconheceu quinta-feira, em Luanda, o presidente da Agência de Regulação e Supervisão de Seguros, Aguinaldo Jaime.

“Para que isso aconteça, é necessário aumentar a informação financeira e a sensibilização sobre a importância dos seguros e fundo de pensões, introduzir técnicas mais sofisticadas de gestão de riscos e sistemas mais ágeis de resolução de litígios”, sublinhou Aguinaldo Jaime ao intervir no IV Fórum Banca, organizado pelo semanário económico “Expansão”.

“Por haver número considerável de seguradoras em fase avançada de legalização, muito provavelmente teremos no final do ano mais de vinte companhias autorizadas, cerca do dobro existente até 2010”, disse, citado pela agência noticiosa Angop.

Aguinaldo Jaime recordou o acordo rubricado recentemente em Luanda entre Agência de Regulação e Supervisão de Seguros e a Comissão de Mercado de Capitais, instrumento imprescindível ao alinhamento e partilha de informações entre os reguladores do sistema financeiro angolano.

“A nova Lei das Instituições Financeiras vai um pouco mais longe e cria um fórum tripartido entre o Banco Nacional de Angola, a Comissão de Mercado de Capitais e Agência de Regulação e Supervisão de Seguros e permite que eles coordenem os seus instrumentos de regulação e supervisão do mercado”, disse. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH