Empresas do Reino Unido interessadas em estabelecer parcerias em Angola

1 July 2014

Empresas britânicas poderão vir a estabelecer parcerias com empresas angolanas dos sectores mineiro, energético e de construção atendendo a que as exportações britânicas estão a registar um crescimento assinalável, afirmou o ministro britânico para África.

Em recentes declarações à agência financeira Bloomberg em Luanda, o ministro Mark Simmonds disse que as exportações britânicas para Angola cresceram 65% no primeiro trimestre, percentagem que compara com um aumento de 38% registado em todo o ano de 2013.

Debbie Paynter, da embaixada do Reino Unido em Angola, disse que as exportações britânicas para Angola atingiram 548,2 milhões de libras (933 milhões de dólares) em 2013, contra 401,5 milhões de libras em 2012.

Angola, por seu turno, vendeu ao Reino Unido bens no valor de 804,5 milhões de libras em 2013, valor que compara com 660,4 milhões de libras no ano anterior.

O ministro britânico para África salientou ser Angola actualmente o segundo principal mercado da Escócia, depois dos Estados Unidos, para derivados do petróleo e do gás natural e acrescentou que o Reino Unido pretende ajudar Angola a diversificar a sua economia, dependente em grande percentagem da extracção de petróleo.

Mark Simmonds recordou que empresas britânicas como a BP e Aggreko já operam em Angola, estando a ser ponderada a criação de uma câmara de comércio a fim de prestar apoio ao crescente relacionamento empresarial entre os dois países. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH