Presidente de Moçambique pede a Portugal que invista “um bocadinho mais”

2 July 2014

O Presidente de Moçambique, Armando Guebuza, defendeu terça-feira em Lisboa o reforço das relações económicas e de cooperação bilaterais, considerando que Portugal “ainda pode fazer um bocadinho mais” em termos de investimento no seu país, apesar da crise.

O chefe de Estado moçambicano destacou “o excelente nível das relações políticas e diplomáticas” entre os dois países, após uma reunião de trabalho com o Presidente da República, Cavaco Silva, no âmbito de uma visita oficial a Portugal, que decorre até quinta-feira.

Sublinhando que Moçambique “continua a crescer, sob o ponto de vista económico” e que “os investimentos também continuam a fluir” para o seu país, Guebuza disse que Moçambique “já conta” com Portugal nesse processo, mas referiu que ainda há margem para crescer.

A cooperação não pode restringir-se à área económica e de investimentos, mas “tem de continuar a estender-se para a área social, que é muito importante”, além da formação e da saúde, disse o Presidente moçambicano, que recordou “os dramas” que África enfrenta com doenças como a malária.

Por seu turno, Cavaco Silva salientou que a cooperação entre os dois países se estende a diversos domínios, nomeadamente “cultura, comunicação social e à cooperação entre universidades”, apontando a existência de projectos de investigação no domínio da língua portuguesa e na formação de quadros.

Sobre a sua deslocação, “num convite amável e amigo de Portugal” feito por Cavaco Silva, Armando Guebuza considerou ser um testemunho da qualidade das relações políticas e diplomáticas, mas também pessoais, lembrando que este é um dos seus últimos actos oficiais, na recta final do seu último mandato. (macauhub/PT/MZ)

MACAUHUB FRENCH