Exportação de pescado de Moçambique deverá render 80 milhões de dólares em 2014

10 July 2014

As exportações moçambicanas de produtos pesqueiros devem render, este ano, cerca de 80 milhões de dólares, mais cinco milhões de dólares em relação à receita conseguida em 2013 ou um crescimento de 6,7%, informou o Ministério das Pescas.

O pescado moçambicano tem como mercados alguns países da União Europeia como Portugal e Espanha e ainda África do Sul e China.

De acordo com uma fonte do ministério citada pelo matutino Notícias, de Maputo, nas exportações de pescado o camarão tem vindo a perder terreno a favor da capenta, um peixe da albufeira de Cahora Bassa.

No ano passado, por exemplo, a exportação de camarão rendeu o equivalente a 24 milhões de dólares, tendo a de capenta proporcionado uma receita da mesma dimensão.

Para as autoridades governamentais, o crescimento das receitas constitui um sinal da melhoria de qualidade do produto moçambicano, sobretudo quando se fala de mercados extremamente exigentes como o da União Europeia.

Como resultado dos investimentos que têm vindo a ser levados a cabo, quer na compra de equipamento, quer na introdução das boas artes de pesca e processamento do produto final, o sector pesqueiro está a crescer a uma média de 10% a 12% nos últimos anos.

Ainda assim, a produção ainda está longe de satisfazer o consumo interno, havendo necessidade de importar 52 mil toneladas de peixe por ano, 50 mil toneladas das quais é carapau, uma espécie com bastante aceitação no país, principalmente devido ao seu preço relativamente acessível.

O consumo “per capita” de peixe em Moçambique é de cerca de 11 quilogramas, com um indicativo de 18 quilos nos próximos anos, ao abrigo do plano director do sector das Pescas. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH