Protecção costeira da capital de Moçambique pronta em Outubro

21 July 2014

As obras de reconstrução da barreira de protecção costeira da cidade de Maputo serão entregues até Outubro próximo, cinco meses após a data inicialmente prevista, informou o presidente do Conselho Municipal de Maputo, David Simango.

De acordo com o matutino Notícias, de Maputo, o empreiteiro está na fase final junto à entrada da zona dos Pescadores, último troço dos cerca de 13 quilómetros que compõem a empreitada, iniciada na ponte-cais para a Catembe.

Em curso desde Setembro de 2012, a reconstrução da orla marítima da capital, cuja degradação já permitia que em momentos de maré alta a água galgasse a estrada, decorre em paralelo com as obras da Estrada Circular de Maputo, o que constitui constrangimento para os empreiteiros das duas obras.

A chuva que se abateu fortemente sobre Maputo no início do ano passado e do corrente impôs alterações ao cronograma do construtor, o consórcio luso-angolano MCA Group JV/RME.

Além do paredão de protecção e dos sete esporões de até 200 metros de cumprimento, a obra com um custo de 22 milhões de dólares, financiada pelo Fundo Saudita de Desenvolvimento, Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico em África (BADEA) e pelo Orçamento de Estado, prevê a colocação de pedregulhos e solos entre a barreira e o mar, aumentando-se, desta forma, a extensão da praia.

O projecto contempla ainda o reforço do revestimento com mangais a partir do quilómetro dez, na zona do Restaurante Costa do Sol, até à zona dos Pescadores.

Parte dos solos a serem depositados entre a barreira e a água resultará da dragagem do canal de acesso ao porto de Maputo, já em curso, que serão posteriormente transportados por barcos e/ou bombeados para a área, estimando-se em um milhão de metros cúbicos o volume de solos a ser movimentado. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH