Angola angaria dois mil milhões de dólares para reconstrução nacional

23 July 2014

O governo de Angola contratou dois bancos angolanos para montarem uma operação financeira destinada a captar 2 mil milhões de dólares para financiar o Programa de Reconstrução Nacional, de acordo com comunicado do Ministério das Finanças.

O comunicado divulgado terça-feira informa que o Banco Angolano de Investimentos (BAI) e Banco de Fomento Angola (BFA) foram contratados para actuarem como “consultores financeiros” na “estruturação, montagem e intermediação” desta operação financeira.

A operação possui uma componente em moeda nacional, no valor equivalente de 1,5 mil milhões de dólares, e prevê, como instrumento preparatório, “a concessão de uma empréstimo de curto prazo neste valor que. na sua maturidade em Junho de 2015, será convertido em Obrigações do Tesouro emitidas especificamente para este fim.”

A segunda componente da operação de financiamento constitui-se num contracto no valor de 500 milhões de dólares, a ser captado em moeda dos Estados Unidos.

Para garantir o financiamento em moeda nacional, os dois bancos, que subscrevem dois terços da operação, vão liderar um sindicato bancário que envolve ainda – para o montante restante – os bancos BIC (14,4%), Caixa Totta  (7,17%), Espírito Santo Angola (4,8%), Millennium Angola (3,83%), Privado Atlântico (2,4%) e Comercial Angolano (0,73%).

Ao assumir esta operação, com “taxas de juro mais elevadas” do que as que “poderia encontrar no mercado internacional”, salientou o Ministério das Finanças, “o Tesouro Nacional contribui para que sejam criados instrumentos financeiros locais” utilizando as poupanças dos angolanos. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH