Países de língua portuguesa vão estudar exploração e produção petrolífera conjuntas

25 July 2014

A criação de um grupo técnico de estudo aberto à participação dos Estados-membros para a exploração petrolífera foi uma das principais decisões da X Cimeira da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), realizada em Dili, capital de Timor-Leste.

O grupo irá estudar a exploração e produção conjuntas de hidrocarbonetos no espaço CPLP e estabelecer um consórcio para a exploração petrolífera em terra em Timor-Leste, aberto à participação das empresas dos países da Comunidade.

A X Cimeira permitiu, por outro lado, o alargamento da organização para nove membros, com a adesão da Guiné Equatorial, tendo encerrado com a aprovação da Declaração de Dili, de acordo com a agência noticiosa Lusa.

Numa reunião de um dia, os chefes de Estado e de governo ou seus representantes de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e de Timor-Leste elegeram o anfitrião Taur Matan Ruak para presidente em exercício da CPLP, para os próximos dois anos.

Um dos destaques da declaração é o reconhecimento dos avanços registados no domínio da concertação político-diplomática no sector da energia, nomeadamente no âmbito do projecto “Energia da CPLP”, em que se enquadra o grupo técnico de estudo.(macauhub/AO/BR/CV/GW/MZ/PT/ST/TL)

MACAUHUB FRENCH