Moçambique quer aumentar produção de energia eléctrica a partir de gás natural

29 July 2014

Moçambique deverá produzir 800 megawatts de energia eléctrica em centrais abastecidas a gás natural até 2020, de acordo com um plano do Ministério da Energia, apresentado em Lichinga, capital da província do Niassa, segundo escreve a agência de Informação de Moçambique (AIM).

O ministro da Energia, Salvador Namburete, disse que a meta será conseguida através da conclusão dos projectos em curso e da construção de novas centrais térmicas que privilegiem tecnologias e infra-estruturas que permitam a utilização mais eficiente e flexível do gás natural.

Segundoa AIM o governo pretende igualmente diversificar a localização das centrais térmicas a gás, com a construção de uma central a gás natural de 75 MW em Palma (Cabo Delgado, norte), a construção de uma central de ciclo combinado em Nacala (Nampula, norte), associada à construção do gasoduto Palma-Nacala e aumentar a capacidade de produção de electricidade na central eléctrica a gás de Temane.

Além da exploração em curso dos campos de Pande e Temane, na província de Inhambane, pelo grupo petroquímico sul-africano Sasol, foram descobertos depósitos de gás natural de grandes dimensões na bacia do Rovuma, junto à fronteira norte com a Tanzânia, com reservas estimadas em 170 biliões de pés cúbicos.(macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH