Ministro de Angola convida empresários dos EUA a investirem na rede de transportes

4 August 2014

O ministro dos Transportes de Angola convidou sexta-feira, em Chicago, os empresários norte-americanos a investirem nos transportes ferroviários, logística pesada e no sector marítimo-portuário em Angola, informou a agência noticiosa Angop.

“Temos ainda um défice significativo de infra-estruturas, facto que reduz a capacidade de movimentação no território e limita as hipóteses de desenvolvimento, especialmente a nível da exploração dos recursos naturais, da agricultura, da indústria, dos transportes e a consequente projecção da nossa economia no mercado internacional”, disse Augusto da Silva Tomás.

O convite foi endereçado pelo ministro durante o fórum de líderes africanos sobre transportes, que decorreu entre os dias 31 de Julho e 1 de Agosto na cidade americana de Chicago.

Durante o evento, o ministro apresentou os vários projectos no sector que dirige, com destaque para o novo aeroporto internacional na localidade de Bom Jesus, a cerca de 40 quilómetros do centro de Luanda.

Referiu que o novo aeroporto, cuja conclusão está prevista para meados de 2017, disporá de capacidade para receber aeronaves do tipo A380 ou o “Dreamliner” da Boeing e disporá de capacidade para movimentar anualmente cerca de 15 milhões de passageiros.

Relativamente aos caminhos-de-ferro, o ministro salientou que há em Angola três corredores ferroviários que estabelecem a ligação com cada um dos três principais portos, num total de cerca de 2500 quilómetros, que têm como limitação o facto de não se encontrarem ainda interligadas.

O ministro anunciou, por outro lado, a construção, no horizonte temporal dos próximos 10 a 15 anos, de uma rede ferroviária com mais de 10 mil quilómetros de extensão, que passará a constituir o elemento fundamental da coesão territorial, económica e social. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH