Grupo chinês BYD analisa construção de uma segunda fábrica no Brasil

19 August 2014

O grupo chinês BYD está a analisar a possível construção de uma fábrica de pilhas para telefones móveis no Pólo Industrial de Manaus, cidade capital do estado do Amazonas, noticiou a imprensa brasileira.

O presidente da BYD do Brasil, Tyler Lee, disse que a empresa está a realizar neste momento os estudos de viabilidade económica a fim de definir o local para a construção da fábrica e acrescentou ter havido um encontro com representantes da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

O superintendente em exercício da Suframa, Gustavo Igrejas, disse que a ida da BYD para o Pólo Industrial de Manaus seria importante, nomeadamente devido ao facto de a maior parte dos componentes produzidos pela empresa chinesa ser amplamente utilizada nos produtos finais fabricados em Manaus.

Os contactos entre a Suframa, governo do Amazonas e BYD devem ter continuidade em mês sendo que a Superintendência da Zona Franca de Manaus está a organizar uma missão oficial à China, estando prevista uma visita à sede do grupo chinês.

Constituído em Fevereiro de 1995, o grupo BYD, com 15 fábricas em todo o mundo, especializou-se na produção de tecnologias de informação, automóveis e energias renováveis sendo, por exemplo, o maior produtor mundial de pilhas recarregáveis e um dos maiores de pilhas de níquel-cádmio.

A empresa já tem uma fábrica no Brasil, em Campinas, estado de São de Paulo, onde produz autocarros eléctricos, sendo que o investimento previsto para a segunda fábrica está estimado em 400 milhões de dólares. (macauhub/BR/CN)

MACAUHUB FRENCH