Consórcio Angola LNG retoma produção apenas em 2015

19 August 2014

O consórcio Angola LNG só retoma a produção em 2015, interrompida desde Abril passado na sequência de um acidente, anunciou há dias o ministro dos Petróleos, ao concluir uma visita às instalações da sociedade no Soyo, cidade da província do Zaire.

Botelho de Vasconcelos afirmou ter obtido do empreiteiro contratado para a realização das obras a reafirmação das garantias da retoma nos prazos estabelecidos e ter observado que os trabalhos “prosseguem sem interrupção”, de acordo com a agência noticiosa Angop.

O ministro disse ainda que “a intervenção é de uma certa complexidade”, pelo que o empreiteiro continua a estudar o problema, mas adiantou estar convicto de que será possível concluir as reparações no prazo previsto.

“É importante que a fábrica (de liquefacção de gás natural) volte a produzir no próximo ano, dado ser um investimento de grande importância para a economia nacional”, disse Botelho de Vasconcelos.

O Angola LNG é uma parceria entre a Sonangol, Chevron, BP, ENI e Total, tendo a fábrica do Soyo custado 10 mil milhões de dólares e capaz de produzir 5,2 milhões de toneladas de gás natural liquefeito por ano.

A empresa dispõe de uma frota de sete navios de transporte e três terminais de carregamento de gás natural liquefeito, gases líquidos e butano comprimido. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH