Guiné-Bissau quarto maior produtor mundial de amêndoa de caju

20 August 2014

O presidente da Agência Nacional do Caju (ANCA) da Guiné-Bissau, Henrique Mendes, disse que o país é o quarto maior produtor mundial de amêndoa de caju logo depois da Índia, Costa do Marfim e Vietname.

Em declarações à agência Lusa, Henrique Mendes disse ainda que a produção anual de caju da Guiné-Bissau é de cerca de 220 mil toneladas, das quais entre 60 mil e 70 mil são escoadas clandestinamente para o Senegal sendo o resto vendido oficialmente à Índia.

O presidente da ANCA lembrou que a amêndoa de caju da Guiné-Bissau é orgânica, produzida em pomares e não tem necessidade de insecticidas ou pesticidas, o que faz com que o seu valor seja muito superior às que usam produtos químicos durante o processo de produção.

Henrique Mendes defendeu que a amêndoa de caju da Guiné-Bissau é a melhor do mundo e referiu o facto de ser o único país produtor cuja safra pode ser apanhada, transformada e consumida no mesmo ano.

O presidente da ANCA destacou ainda a “posição geográfica privilegiada” da Guiné-Bissau face à Europa, que é o segundo maior mercado comprador mundial de amêndoa do caju, a seguir aos Estados Unidos e lembrou que se deve aproveitar essa localização para aumentar a projecção internacional do produto. (macauhub/GW)

MACAUHUB FRENCH