Angola deverá produzir mais de 2 milhões de barris de petróleo por dia em 2016

21 August 2014

A produção de petróleo de Angola deverá atingir 2,1/2,2 milhões de barris por dia em 2016, informou a agência de notação financeira Moody’s numa nota de avaliação de risco soberano quarta-feira divulgada.

Na nota, a agência cita projectos em água profundas na bacia do Baixo Congo que deverão começar a produzir em breve e os planos do governo de Angola de colocar em leilão no próximo ano blocos em águas ultra profundas nas bacias do Cuanza e na ainda por explorar do Namibe.

“A bacia do Cuanza tem uma estrutura geológica semelhante às das bacias de Campos e de Santos, no Brasil”, realçou a Moody’s.

Na mesma nota, a agência prevê um crescimento da economia de Angola de 7,8% este ano, notando que pode vir a melhorar a avaliação de risco do crédito soberano do país.

A nota aos investidores surge menos de duas semanas depois de a agência ter revisto em alta a notação do país, de Ba3 para Ba2, e ter melhorado a perspectiva de avaliação de Angola de Estável para Positiva, o que indica que a análise sobre a evolução do país aponta para uma melhoria da solidez e das condições de crédito em Angola.

“A nota Ba2 [abaixo do nível de investimento ou “junk”] atribuída à notação de risco de Angola reflecte a limitada capacidade institucional do país e a vulnerabilidade à volatilidade dos preços do petróleo, mas é suportada pelas perspectivas robustas de crescimento da economia e pelas sólidas contas públicas”, lê-se no documento. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH