Grupos das Ilhas Maurícias constroem centrais hidroeléctricas em Moçambique

25 August 2014

As centrais hidroeléctricas de Lupata e de Boroma, ambas situadas no rio Zambeze, vão ser construídas em regime de concessão, nos termos dos contratos assinados em Maputo pelo ministro da Energia de Moçambique, Salvador Namburete.

A Hidroeléctrica de Lupata inclui na sua estrutura accionista a Hydroparts Holding e a Cazembe Holding, ambas das Ilhas Maurícias, a estatal Electricidade de Moçambique e a Sonipal, igualmente de Moçambique e a Hidroeléctrica de Boroma tem como accionistas a Rutland Holding, das Ilhas Maurícias e a Electricidade de Moçambique e a Sonipal.

A construção de ambas as centrais deverá demorar cinco anos, indo a de Lupata custar 1072 milhões de dólares e a de Boroma 572,5 milhões de dólares, de acordo com o matutino Notícias, de Maputo.

Em termos de capacidade de produção, a barragem de Lupata irá produzir 612 megawatts (MW), enquanto a de Boroma terá uma capacidade de produção de energia na ordem de 210 megawatts.

O jornal adiantou que o défice de infra-estruturas de geração e de transporte de energia eléctrica tem sido o maior constrangimento para o programa de industrialização, pelo que estes dois aproveitamentos hidroeléctricos serão determinantes para a melhoria do balanço energético de Moçambique. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH