Moçambique dispõe de 170 biliões de pés cúbicos de gás natural

26 August 2014

A prospecção petrolífera na bacia do Rovuma, distrito de Palma, norte de Moçambique, permitiu confirmar a existência de 170 biliões de pés cúbicos de gás natural, disse em Pemba a ministra dos Recursos Minerais Esperanças Bias.

“Aquele montante coloca Moçambique entre os 10 países com maiores reservas daquele recurso energético”, disse ainda a ministra durante a abertura dos trabalhos do XXIV conselho coordenador do seu ministério, citada pelo matutino Notícias, de Maputo.

O encontro de dois dias, que terminou sexta-feira na capital provincial de Cabo Delgado, serviu para fazer o balanço das actividades daquele sector nos últimos 5 anos.

De acordo com a ministra, no período em análise, além da descoberta de depósitos de gás natural, ocorreu ainda o início da produção de carvão de Moatize, Benga e Changara, todos na província de Tete, em 2011 e 2012, respectivamente, tendo sido produzidos até à data um total de 2,5 milhões de toneladas.

Em 2013, ainda segundo a ministra, o sector registou a expansão da capacidade de produção de areias pesadas de Moma, passando de 800 mil toneladas por ano de ilmenite para 1,2 milhões de toneladas/ano e iniciou-se ainda a produção do mesmo tipo de recurso no distrito de Angoche, bem como a conversão da mina subterrânea de Chipenga XI, em mina de céu aberto.

Na ocasião, a ministra mostrou-se preocupada com os baixos preços do carvão praticados no mercado internacional “que constituem um dos principais desafios para o desenvolvimento da produção de carvão em Moçambique, a que há que adicionar a necessidade de aumentar a capacidade de transporte por caminho-de-ferro.” (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH