Empresa de Macau constrói 50 mil habitações sociais em Moçambique

27 August 2014

A empresa de Macau Charlestrong Engenharia, Tecnologia e Consultoria Ltd vai construir 50 mil habitações sociais nas províncias de Cabo Delgado, Nampula, Tete e Maputo, no âmbito de um memorando de entendimento assinado com o Fundo de Fomento de Habitação de Moçambique (FFH).

Oficializado na terça-feira durante o “X Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (PLP)”, que Maputo acolheu pela segunda vez, o projecto está orçamentado em 5,5 mil milhões de dólares.

Um outro memorando de entendimento foi também assinado pela empresa de Macau e pelo FFH, com vista ao desenvolvimento da segunda fase da Vila Olímpica, edificada no âmbito da 10.ª edição dos Jogos Africanos – que Moçambique acolheu em 2011 – no bairro do Zimpeto, nos arredores da capital moçambicana, Maputo.

Compreendendo a construção de 240 apartamentos, o projecto está avaliado em 30 milhões de dólares e vai aumentar para cerca de 1100 casas o parque habitacional da Vila Olímpica, cuja primeira fase foi construída por um consórcio liderado pela portuguesa Mota-Engil.

No encontro empresarial China-PLP, que recebeu cerca de 400 empresários dos países-membros do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os PLP (Fórum Macau), foi ainda assinada uma carta de intenção para a realização de investimentos na indústria de caju moçambicana.

Promovido pelo Instituto para a Promoção das Exportações de Moçambique (IPEX) em conjunto com o Instituto para a Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (Ipim) e o Conselho para a Promoção do Comércio Internacional da China (CPCIC), o encontro empresarial serviu também para o Banco de Desenvolvimento da China realizar uma apresentação sobre o Fundo de Desenvolvimento para a Cooperação entre a China e os PLP.

Dispondo de uma verba no valor de 1000 milhões de dólares para investimentos empresariais no espaço dos países-membros do Fórum Macau, o fundo foi lançado há cerca de um ano e, segundo o BDC, recebeu, até ao momento, cerca de 50 candidaturas para projectos de investimento, a maioria dos quais ainda em fase de estudo de viabilidade. (macauhub/MO/MZ)

MACAUHUB FRENCH