Electricidade de Moçambique precisa de mil milhões de dólares para renovar rede eléctrica

28 August 2014

A estatal Electricidade de Moçambique (EdM) necessita de mil milhões de dólares para melhorar a qualidade da energia eléctrica que fornece, disse o presidente da empresa, que argumentou com o degradação da rede, incapaz de satisfazer a procura.

“A rede está bastante degradada tendo mais de 40 anos na região sul e mais de 50 anos na região centro, pelo que é necessário despender dinheiro na construção de uma nova”, disse Augusto Fernando, que salientou irem ter início em breve as obras na região sul, com um custo estimado em 250 milhões de dólares.

De acordo com a imprensa moçambicana, o presidente da EdM disse ainda haver projectos em desenvolvimento nas regiões centro e norte, sendo a rede desta última região considerada crítica, pela sua extensão e pelo facto de estar a funcionar no limite da capacidade.

“Falando em números diria que apenas para a cidade de Maputo são necessários 500 milhões de dólares e um montante de igual dimensão para o resto do país, para que se possa ter a situação minimamente normalizada”, disse Augusto Fernando.

Apesar das dificuldades, Augusto Fernando assegurou que, até meados do próximo ano, a zona norte de Moçambique estará com a situação normalizada, ao passo que a região sul deverá esperar pelo menos mais dois anos.

Os cortes constantes e a oscilação da corrente eléctrica têm dado origem a inúmeras queixas, sendo que em Fevereiro, por exemplo, as cidades da Beira e Chimoio ficaram sem abastecimento de energia eléctrica durante 10 dias. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH