Central de Ressano Garcia aumenta abastecimento de energia em Maputo, em Moçambique

29 August 2014

A cidade e a província de Maputo contam desde quinta-feira com energia eléctrica suficiente para cobrir o défice de 150 megawatts actualmente existente, com a inauguração da Central Térmica de Ressano Garcia (CTRG), de acordo com o jornal Notícias, de Maputo.

Construída por um consórcio que integra a estatal Electricidade de Moçambique (EdM), com 51% e o grupo petroquímico sul-africano Sasol, com os restantes 49%, o empreendimento terá como principal matéria-prima o gás natural extraído em Pande e Temane, na província de Inhambane, e representa um investimento na ordem de 250 milhões de dólares.

O Presidente de Moçambique salientou na ocasião o facto de esta central ser abastecida a gás natural “marcando o início de uma nova era no desenvolvimento do sector da energia.”

Por seu turno, o presidente da EdM, Augusto de Sousa Fernando, disse que os 180 megawatts gerados pela Central Térmica de Ressano Garcia representam 23% do total de energia consumida no país e 42% da região sul.

“Nos últimos anos a cidade e província de Maputo registavam um défice na ordem de 150 megawatts, pelo que com a inauguração da central está completamente suprida a falta de energia na região”, disse ainda o presidente da EdM.

Augusto de Sousa Fernando disse também que a entrada em funcionamento da central de Ressano Garcia vai eliminar a importação de energia a partir da África do Sul, em que a EdM gastava cerca de 26 milhões de dólares/ano. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH