Número de agricultores que cultivam mandioca para o fabrico de cerveja quintuplicou em Moçambique

2 September 2014

O número de agricultores que cultivam mandioca expressamente para o fabrico de cerveja em Moçambique quintuplicou entre 2011 e 2014, tendo passado de 2000 para cerca de 10 mil, disse recentemente o administrador da empresa Cervejas de Moçambique.

Num encontro promovido pela empresa para demonstrar a importância do sector agrícola para o desenvolvimento de Moçambique, o administrador José Moreira apresentou o caso da cerveja Impala, a primeira à escala mundial produzida à base (60%) de mandioca.

Ao enumerar as vantagens de produção da Impala, Moreira sublinhou que “ao utilizar a mandioca de produção local os custos de importação de malte, lúpulos e outros ingredientes na produção da cerveja reduzem-se, evitando-se custos originados por processos de importação e burocráticos.”

De acordo com o jornal moçambicano Correio da Manhã, a produção da cerveja Impala está a ser apoiada pelo governo de Moçambique, através de um regime fiscal especial, que representa cerca de um quarto dos impostos aplicados às restantes cervejas produzidas à base de malte.

José Moreira destacou ainda como dados mais marcantes da produção da cerveja Impala o facto de em três anos os agricultores terem produzido mais de 10 mil toneladas de mandioca, que essa produção rendeu mais de 14 milhões de meticais e que foram produzidas 30 milhões de garrafas pequenas da cerveja. (macauhub/MZ)

MACAUHUB FRENCH