Empresa de capitais chineses recebe licenças para pescar em Moçambique

10 September 2014

A empresa de capitais chineses Yi Nuo Ltd, que opera no distrito de Angoche, em Moçambique, obteve duas licenças de pesca semi-industrial da Administração das Pescas da província de Nampula, informou o delegado provincial das pescas.

Momade Juízo disse ao jornal Notícias, de Maputo, que a firma, em actividade desde o início do ano com duas embarcações em madeira, propõe-se agora construir um total de dez embarcações para o desenvolvimento da pesca semi-industrial, quatro das quais estão já construídas.

O delegado provincial da Administração das Pescas disse ainda que duas das embarcações, com 20 metros de cumprimento e cinco de largura e capacidade para transportar dez toneladas de carga conservada através de frio, já se encontram a operar.

Outras duas embarcações vão passar a operar brevemente, uma vez que o pedido de emissão de licença para pesca mereceu a aprovação do Ministério das Pescas, adiantou Juízo.

Momade Juízo disse ainda ao jornal que a Pesca Norte, outra empresa de pesca semi-industrial baseada no distrito de Angoche, importou quatro novas embarcações da China, o que significa que as seis novas unidades que serão lançadas ao mar nos próximos dias vão proporcionar emprego a cerca de 180 trabalhadores.

O camarão, lulas, polvo e as espécies de peixe como a garoupa, pedra, serra e atum, concentram as atenções das empresas envolvidas na pesca, dado que aqueles produtos se destinam também à exportação para países da União Europeia e África do Sul. (macauhub/MZ/CN)

MACAUHUB FRENCH