Unitel de Angola investe na expansão e modernização da rede de telefonia móvel

22 September 2014

A operadora angolana de telecomunicações Unitel vai investir mais de 1,9 mil milhões de dólares na instalação e expansão das redes de última geração de fibra óptica e de comunicações móveis, a desenvolver ao longo de dez anos, nos termos do contrato de investimento.

Assinado com a Agência Nacional para o Investimento Privado (ANIP), o contrato abrange a “instalação e expansão” das redes de fibra óptica e de “Long Term Evolution”, redes móveis de dados de última geração conhecidas pela sigla 4GLTE, ”em todo o território nacional.”

Com a duração de dez anos, o contrato garante à Unitel “incentivos e benefícios”, que não estão quantificados no documento.

O contrato entre a Unitel e a ANIP, que já foi alvo de autorização por decreto presidencial de 18 de Setembro, estipula que com este investimento será possível a manutenção dos 2198 postos de trabalho directos da operadora angolana de rede móvel, mas também a criação de 850 empregos directos e de 11 465 indirectos, “com aposta na formação profissional contínua.”

No decreto presidencial, a aprovação do contrato (com a agência pública ANIP) é justificada com os “esforços de desenvolvimento” do país, a “melhoria do bem-estar das populações”, o reforço do emprego e o “fomento do empresariado angolano”, de acordo com a agência noticiosa Lusa.

Na sequência do projecto de fusão das operadoras Portugal Telecom e Oi do Brasil, esta última controla 25% na Unitel, através de uma participação na Africatel, sociedade que controlava os interesses africanos da Portugal Telecom. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH