Caminhos-de-ferro de Luanda, Angola, recebem material circulante

26 September 2014

O governo de Angola aprovou a compra de 10 automotoras para reforçar o sistema de transporte ferroviário de passageiros da cidade de Luanda, de acordo com um comunicado do secretariado do Conselho de Ministros divulgado quinta-feira.

O comunicado, que não menciona os valores envolvidos nesta compra, limita-se a dizer que foram aprovados “vários contratos para aquisição de mais dez automotoras para o transporte ferroviário de passageiros”, enquadrando-se a decisão na execução do plano director de transportes da capital.

No final da reunião, o ministro dos Transportes disse que a entrega das automotoras e carruagens deverá acontecer em 24 meses, visando “satisfazer a procura” que se regista em Luanda, em termos de transportes ferroviários.

Augusto da Silva Tomás salientou que estas novas composições serão utilizadas ainda na ligação ferroviária ao futuro aeroporto internacional de Luanda, em construção nos arredores da cidade.

Além destas aquisições, foi também aprovada a construção de quatro passagens superiores ao longo da linha férrea em Luanda e de oficinas específicas para a manutenção do equipamento ferroviário.

Os Caminhos de Ferro de Luanda (CFL) estão a transportar diariamente mais de 12 mil passageiros nos serviços suburbanos da capital, de acordo com dados da administração daquela empresa pública angolana de Julho último.

O programa de reconstrução dos Caminhos de Ferro de Luanda – que atravessa as províncias de Luanda, Cuanza Norte e Malanje – iniciou-se em Fevereiro de 2005, com as obras a cargo de empresas chinesas, nomeadamente da China Railway 20 Bureau Group Corporation. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH