Activos da banca a operar em Angola aumentam 12% em 2013

29 September 2014

O valor dos activos dos bancos que operam em Angola fixou-se, em 2013, em 6621 mil milhões de kwanzas (67 mil milhões de dólares), o que representa um crescimento de 12% face a 2012, de acordo com um estudo da empresa de auditoria e consultoria Deloitte.

De acordo com o estudo apresentado pela Deloitte sexta-feira, em Luanda, resultante da compilação da informação pública divulgada pelos bancos que actuam no mercado e pelo Banco Nacional de Angola, a posição relativa entre bancos manteve-se.

Por activos a lista é liderada pelo Banco Angolano de Investimento (BAI) com 15,7% do total, a que se seguem o Banco de Poupança e Crédito (14, 9%) e Banco de Fomento Angola (13,1%).

A análise constatou um aumento do peso dos bancos de menor dimensão, o que confirma a tendência decrescente de concentração registada em 2009, de acordo com o estudo citado pela agência noticiosa Angop.

Sobre os meios de pagamento electrónicos, o documento refere que continuam a registar um crescimento no mercado angolano, tendo o número de cartões de crédito e de débito aumentado cerca de 37% em 2013, tal como os cartões válidos que registaram um crescimento de 19%.

No que se refere à rede de terminais, o número de Caixas Automáticas (ATM) e Terminais de Pagamento Automático (TPA) registaram um crescimento de 11% e 35% para 2234 e 31 716, respectivamente.

A Banca em Análise é um estudo sobre o sistema financeiro angolano que a Deloitte realiza desde 2006 e nele são comparados os bancos em termos de dimensão, rentabilidade e eficiência, juntando estudos globais da economia e do sector, bem como entrevistas com os seus protagonistas. (macauhub/AO)

MACAUHUB FRENCH