IPIM de Macau cria grupo de trabalho para a construção de “Uma Plataforma, Três Centros”

30 September 2014

O Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) criou um grupo para coordenar os trabalhos preparatórios para a construção de “Uma Plataforma, Três Centros”, informou em comunicado o secretariado permanente do Fórum Macau.

Na 4.ª Conferência Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, realizado em Novembro de 2013, o vice primeiro-ministro da China, Wang Yang, endossou a Macau a construção de um “Centro de Serviços Comerciais para as Pequenas e Médias Empresas da China e dos Países de Língua Portuguesa”, um “Centro de Distribuição de Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa” e um “Centro de Convenções e Exposições para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa.”

Wang Yang anunciou, ainda, que o governo chinês apoia os países de língua portuguesa, propondo estabelecer em Macau uma plataforma de partilha de informações bilingues em chinês e português e o intercâmbio, interacção e cooperação empresarial, conhecida como  “Uma Plataforma e Três Centros.”

De acordo com o comunicado, os trabalhos realizados este ano incluem a recolha de produtos alimentares para o “Pavilhão Temático da Exibição de Produtos dos Países de Língua Portuguesa” na Feira Internacional de Macau (MIF), sendo este o primeiro trabalho da agenda do “Centro de Distribuição de Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa.”

Incluem igualmente a conclusão da concepção preliminar e o enquadramento do conteúdo da plataforma electrónica “online” e o lançamento da primeira fase do “design” e o planeamento para a instalação do “Centro de Distribuição de Produtos Alimentares dos Países de Língua Portuguesa.”

Macau desempenha, há anos, o papel de ponte na cooperação económica e comercial entre a China e os países de língua portuguesa, sendo uma plataforma para as empresas daqueles países entrarem no mercado da China continental.

Através da criação de “uma plataforma e três centros”, o papel de Macau, neste domínio, será consolidado, gerando novas oportunidades comerciais não só para as empresas chinesas e as dos países de língua portuguesa, mas também para as empresas de Macau, contribuindo em prol da concretização do desenvolvimento e da prosperidade desta plataforma através da cooperação entre a China, Macau e os países de língua portuguesa. (macauhub/MO)

MACAUHUB FRENCH